El Salvador

Ataques contra a imprensa   |   El Salvador

Ataque à Imprensa em 2012: El Salvador

Os jornalistas sentiram o efeito da violência generalizada das gangues. A equipe do site de notícias El Faro foi  intimidada, depois de escrever sobre uma rede criminosa que implicava empresários e políticos, e após revelar as negociações secretas entre o governo e as gangues. Pessoas não identificadas seguiram e fotografaram jornalistas do El Faro, disse o editor Carlos Dada. O ministro da segurança David Munguía Payés reconheceu que os jornalistas de fato corriam risco, mas inicialmente se recusou a fornecer qualquer proteção. O caso também expôs fissuras na solidariedade entre a imprensa salvadorenha, uma vez que foram poucos os jornalistas que inicialmente saíram em defesa do El Faro. Em todo o país, as taxas de homicídio aparentemente caíram depois que o governo negociou uma trégua com os grupos criminosos, mas alguns funcionários comentaram que simultaneamente aumentou o número de desaparecidos. Apesar da violência social generalizada, assassinatos de jornalistas não são comuns em El Salvador. A pesquisa do CPJ mostra que as autoridades, que em maio obtiveram a condenação do assassino de um cinegrafista em 2011, mostram um bom desempenho no combate à violência letal contra a imprensa.

fevereiro 14, 2013 12:03 AM ET

Notícias   |   El Salvador

O CPJ saúde a condenação de assassino de jornalista em El Salvador

Integrantes da Mara Salvatrucha assistem à missa na prisão. Membros da gangue foram acusados pelo assassinato de um jornalista (AP/Luis Romero)

Nova York, 7 de junho de 2012 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) saúda a condenação obtida pelo assassinato em 2011 do cinegrafista salvadorenho Alfredo Antonio Hurtado Núñez, mas insta as autoridades a garantir que o outro pistoleiro acusado pelo crime também seja julgado.

junho 7, 2012 6:36 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   El Salvador

Jornal digital salvadorenho ameaçado por suas reportagens

Nova York, 21 de março de 2012- O editor do El Faro, jornal digital salvadorenho, afirmou que profissionais foram seguidos após realizarem uma investigação sobre uma rede criminosa que envolve funcionários locais. Acrescentou que um funcionário do alto escalão do governo lhe disse, na semana passada, que membros de gangue estavam irritados com as informações veiculadas pelo site noticioso sobre os supostos vínculos entre agentes das forças de segurança e grupos criminosos locais, e poderiam retaliar.

março 22, 2012 4:05 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   El Salvador

Pistoleiros matam cinegrafista em El Salvador

Nova York, 27 de abril de 2011 - O veterano cinegrafista e editor de fotografia hondurenho Alfredo Antonio Hurtado foi morto a tiros por dois homens não identificados na noite de segunda-feira, quando viajava em um ônibus para San Salvador, onde trabalhava. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) instou as autoridades a realizar uma investigação completa sobre o assassinato e a processar os responsáveis.

abril 27, 2011 6:53 PM ET

Notícias   |   El Salvador

Em El Salvador, 11 são sentenciados pelo assassinato de cineasta em 2009

Nova York, 10 de março de 2011--O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) saúda as sentenças emitidas na quarta-feira contra 11 acusados pelo brutal assassinato, em 2009, de Christian Poveda, fotojornalista e cineasta francês que passou décadas documentando a violência de gangues em El Salvador.
março 11, 2011 10:52 AM ET

Notícias   |   El Salvador

Jornalistas salvadorenhos atacados durante protestos de rua

Nova York, 14 de julho de 2006 – Pelo menos 14 repórteres e fotógrafos foram atacados ou intimidados durante três dias de violentos protestos de rua na semana passada, em San Salvador, segundo entrevistas e investigação do Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). O CPJ condenou hoje os ataques e solicitou uma investigação exaustiva.

Em 5 de julho, centenas de estudantes reunidos na Universidade de El Salvador se manifestaram contra o aumento das tarifas de eletricidade e transporte público, informou a imprensa local e internacional. Os protestos se tornaram violentos quando a polícia lançou gás lacrimogêneo para dispersar a multidão, destacou a imprensa. Os manifestantes jogaram pedras, dispararam contra a polícia e destruíram várias patrulhas, noticiou a agência Associated Press. Dois efetivos da Polícia Nacional de El Salvador foram assassinados e dez ficaram feridos.
julho 14, 2006 12:00 PM ET

Mídias sociais

Ver tudo »