Honduras

Notícias   |   Honduras

Âncora de televisão é morto a tiros em frente a sua casa em Honduras

Nova York, 19 de agosto de 2014 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) condena o assassinato do jornalista televisivo Nery Francisco Soto Torres em Honduras na quinta-feira e insta as autoridades a iniciarem uma investigação completa, determinarem o motivo e levarem os responsáveis à justiça.

agosto 19, 2014 6:40 PM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Honduras

Ataque à Imprensa em 2013: Honduras

A imprensa hondurenha continuou a enfrentar violência e intimidação enquanto o país lutava com o crime e ilegalidade generalizados. Jornalistas que cobriam temas sensíveis, como tráfico de drogas, corrupção do governo, e conflitos de terra, foram ameaçados e agredidos. Um conhecido apresentador de debates radiofônicos, Aníbal Barrow, foi sequestrado de seu carro e foi encontrado morto semanas depois. As autoridades disseram que estavam determinando se a morte estava relacionada ao trabalho do jornalista. Mas o clima de impunidade persiste em Honduras, com alegações de policiais envolvidos em corrupção e em formação de esquadrões da morte. Também vieram à tona alegações de jornalistas envolvidos em extorsão. Evitou-se um impasse entre as principais organizações da mídia do país e o presidente Porfirio Lobo sobre uma proposta de lei de telecomunicações, quando as partes concordaram que a imprensa iria regular o seu próprio conteúdo. O candidato do partido do governo, Juan Orlando Hernández, foi declarado vencedor nas eleições presidenciais, mas a segunda colocada, Xiomara Reyes de Castro, impugnou os resultados, trazendo à tona novamente a intensa polarização existente desde a deposição de seu marido num golpe de Estado em 2009.

fevereiro 12, 2014 1:23 AM ET

Notícias   |   Honduras

Jornalista de televisão assassinado em Honduras

Nova York, 9 de dezembro de 2013 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) insta as autoridades a realizar uma investigação completa sobre o assassinato no sábado de um jornalista hondurenho, identificar o motivo e processar os responsáveis.

dezembro 9, 2013 6:52 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Honduras

Jornalista sequestrado é encontrado morto em Honduras

Anibal Barrow (AFP)

Nova York, 11 de julho de 2013 - O corpo do jornalista de rádio hondurenho Aníbal Barrow foi encontrado na terça-feira na margem de uma lagoa perto da cidade de San Pedro Sula, de acordo com reportagens da imprensa. Barrow havia sido seqüestrado de seu carro em 24 de junho, segundo as informações da imprensa.

"Lamentamos a morte do jornalista Aníbal Barrow e enviamos nossas condolências a seus familiares, amigos e colegas de trabalho", disse o coordenador sênior do programa das Américas, Carlos Lauría. "A violência letal contra a imprensa e o interminável ciclo de impunidade está comprometendo a democracia em Honduras. As autoridades locais devem investigar a fundo este crime e levar os responsáveis à justiça".

julho 11, 2013 4:47 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Honduras

Homens armados não identificados sequestram jornalista hondurenho de TV

Nova York, 25 de junho de 2013--As autoridades devem fazer tudo ao seu alcance para garantir a libertação segura do jornalista de televisão hondurenho Aníbal Barrow, que foi sequestrado na segunda-feira, e levar os seqüestradores à justiça, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

junho 25, 2013 5:29 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Honduras

Autoridades hondurenhas devem investigar ataque a dois jornalistas

Nova York, 23 de maio de 2013 - As autoridades hondurenhas devem investigar completamente o ataque de segunda-feira contra dois jornalistas na cidade de La Ceiba, no norte do país, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

maio 23, 2013 6:59 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Honduras

Homens armados atiram em jornalista de TV em Honduras

Nova York, 10 de abril de 2013 - Homens não identificados aparentemente abriram fogo contra uma jornalista de TV hondurenha cujo trabalho incluiu a cobertura de um conflito de terras, segundo as informações da imprensa. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas insta as autoridades a realizarem uma investigação completa e diligente que leve a prisões no caso do ataque à jornalista Fidelina Sandoval, que não ficou ferida.

abril 10, 2013 6:35 PM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Honduras

Ataque à Imprensa em 2012: Honduras

Jornalistas que cobrem questões sensíveis como tráfico de drogas, corrupção no governo e conflitos de terras frequentemente enfrentam ameaças e ataques em uma nação tão dominada pela violência e pela impunidade que se tornou um dos lugares com maior risco de assassinato no mundo. O sequestro e assassinato de Ángel Alfredo Villatoro, um dos jornalistas mais conhecidos do país e amigo do presidente Porfirio Lobo, foi manchete durante semanas e levou a manifestações em todo o país contra a violência direcionada à imprensa. As autoridades não identificaram o motivo, mas acusaram três pessoas pelo homicídio. Refletindo a profunda polarização que se seguiu ao golpe de 2009 apoiado pelos militares, ataques a repórteres vistos como simpatizantes do presidente deposto Manuel Zelaya, atraíram menor atenção e ação do governo. A pesquisa do CPJ mostrou que as autoridades têm sido lentas e negligentes na investigação de numerosos casos de assassinato de jornalistas e outros crimes contra a imprensa desde o golpe de 2009 e, inclusive, tentaram minimizar a extensão da violência. A imprecisão nas investigações - o CPJ constatou que as autoridades frequentemente deixavam de ouvir testemunhas ou coletar evidências - tornou difícil determinar os motivos em muitos dos casos. Enquanto o Senado dos Estados Unidos declarou que deveria ser suspensa qualquer ajuda para Honduras devido às supostas violações de direitos humanos cometidas pela polícia, o Departamento de Estado anunciou a criação de um Grupo de Trabalho Bilateral de Direitos Humanos para ajudar o governo hondurenho na investigação dos homicídios de jornalistas.

fevereiro 14, 2013 12:03 AM ET

Notícias   |   Honduras

Casa de jornalista atacada por pistoleiros em Honduras

Jornalistas hondurenhos foram alvo no passado. Em 2011, repórteres se reuniram para protestar contra os ataques aos seus colegas. (Reuters/Danny Ramirez)

Nova York, 6 de agosto de 2012 - As autoridades hondurenhas devem investigar imediatamente o ataque contra a casa de um radialista no estado de Yoro, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). José Encarnación Chinchilla López, correspondente da Rádio Cadena Voces na cidade de El Progreso, disse a repórteres que tinha certeza que era o alvo do atentado, segundo as informações da imprensa.

agosto 7, 2012 9:44 AM ET

Também disponível em
English, Español

Leia mais sobre Honduras »

Mídias sociais

Ver tudo »