Venezuela

Notícias   |   Venezuela

Venezuela suspende programa crítico de rádio

Bogotá, 19 de agosto de 2014 - As autoridades venezuelanas devem reverter imediatamente a suspensão de um programa crítico de rádio que está fora do ar desde sexta-feira, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

agosto 19, 2014 3:31 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Venezuela

Jornalistas sob o fogo cobrindo os protestos na Venezuela

Nova York, 20 de fevereiro de 2014 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas condena a onda de violência, assédio e detenção de jornalistas cobrindo protestos na Venezuela nos últimos dias e insta as autoridades a  garantirem que a imprensa possa trabalhar com segurança. As violações ocorrem em meio a protestos por todo o país que deixaram seis mortos e centenas de feridos. As manifestações começaram em 12 de fevereiro por estudantes universitários que protestavam contra o governo do presidente Nicolás Maduro.

fevereiro 20, 2014 6:24 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   Venezuela

Autoridades venezuelanas tiram do ar canal que informou sobre protestos

Bogotá, 13 de fevereiro de 2014 - As autoridades venezuelanas tiraram do ar um canal de notícias colombiano que informou sobre os protestos antigovernamentais que deixaram três mortos e dezenas de feridos, segundo informaram o canal e a imprensa.

fevereiro 13, 2014 6:52 PM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Venezuela

Ataque à Imprensa em 2013: Venezuela

Um clima de incerteza e tensão cercou a morte do presidente Hugo Chávez após sua luta contra o câncer e a eleição de seu sucessor escolhido a dedo, Nicolás Maduro. A cobertura dos dois acontecimentos resultou em agressões generalizadas e assédio a jornalistas. A campanha do governo contra a emissora crítica Globovisión continuou com a oitava penalização contra a rede de TV em oito anos, desta vez relativa a uma reportagem que questionava a legalidade de adiar a posse do Chávez, então doente. Depois de anos de perseguição, o proprietário da emissora vendeu a companhia para empresários que segundo rumores têm laços estreitos com o governo, e a estação depois disso mudou seu tom editorial. Numa ato que os críticos descreveram como inconstitucional, Maduro assinou um decreto criando o Centro Estratégico de Segurança e Proteção da Pátria, ou CESPPA, que ele disse que iria proteger o país de ameaças externas. Mas jornalistas e grupos da liberdade de imprensa disseram que isso deu amplos poderes ao Estado, que seriam usados ​​para intimidar e censurar a mídia. Seu governo também visou jornalistaswebsites e provedores de internet, em uma tentativa de suprimir as sombrias notícias econômicas do país. O governo também cumpriu suas ameaças de longa data e oficialmente retirou-se da Convenção Americana sobre Direitos Humanos, um pilar do sistema de direitos humanos da Organização dos Estados Americanos.

fevereiro 12, 2014 1:32 AM ET

Ataques contra a imprensa   |   Argentina, Burundi, Egypt, Equador, México, Rússia, Sri Lanka, Venezuela

Aspirantes a repressores brandem "ética" como justificativa

Pedidos para que os jornalistas exercitem um senso de responsabilidade são muitas vezes o código de censura. No entanto, o jornalismo antiético também pode pôr a imprensa em perigo. Por Jean-Paul Marthoz

O escândalo do News of the Word, no qual o tabloide dominical inglês invadiu mensagens de voz de celebridades e pessoas comuns, levou a um debate decisivo sobre como regular a mídia no Reino Unido. (Reuters/Luke MacGregor)

fevereiro 12, 2014 1:01 AM ET

Também disponível em
English, العربية, Español, Русский, Türkçe, Français

Notícias   |   Venezuela

Dois jornais venezuelanos punidos por fotografias

Uma edição de 2010 do jornal El Nacional exibe a palavra 'Censurado' em sua capa. (AFP/Juan Barreto)

Nova York, 12 de agosto de 2013 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) condena a decisão de uma juíza venezuelana contra dois jornais, na semana passada, que proíbe a publicação de fotografias violentas e impõe multas pesadas, de acordo com reportagens da imprensa.

agosto 12, 2013 5:48 PM ET

Também disponível em
Español, English

Notícias   |   Venezuela

Venezuela liberta e deporta cineasta norte-americano

Nova York, 5 de junho de 2013 - O cineasta norte-americano preso na Venezuela desde abril sob infundadas acusações de espionagem foi libertado e deportado do país, segundo informado hoje. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPH) saúda a liberação de Timothy Tracy Hallet, e insta as autoridades venezuelanas a permitir que todos os jornalistas possam trabalhar sem interferências.

junho 5, 2013 4:54 PM ET

Também disponível em
Español, English

Notícias   |   Venezuela

A Venezuela deve apresentar provas ou libertar documentarista

Nova York, 26 de abril de 2013 - As autoridades venezuelanas prenderam quarta-feira um cidadão norte-americano trabalhando em um documentário no país e o acusaram de instigar tumultos.

abril 26, 2013 6:05 PM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Venezuela

Ataque à Imprensa em 2012: Venezuela

A poucos dias de sua reeleição, em outubro, o presidente Hugo Chávez Frías viajou a Cuba para se submeter a tratamento médico devido ao reaparecimento de um tipo não especificado de câncer, deixando o cenário político venezuelano em clima de incerteza no final de 2012. Chávez havia declarado durante a campanha que estava curado do câncer diagnosticado em 2011, ainda que os detalhes sobre seu estado de saúde fossem envoltos em mistério. No período que antecedeu as eleições, nas quais Chávez derrotou o candidato da oposição Henrique Capriles Radonsky, sua administração continuou a sistemática campanha contra os meios de comunicação críticos através do uso de legislação, ameaças, e medidas regulatórias, enquanto utilizava um ilimitado tempo de transmissão através de seu império de mídia estatal. A eleição intensificou o ambiente já polarizado: tanto jornalistas pró-governo quanto simpatizantes da oposição foram atacados enquanto cobriam os eventos da campanha eleitoral. A investida de Chávez contra a liberdade de imprensa se estendeu para além das fronteiras do país em 2012. A Venezuela fez parte de um bloco de países dentro da Organização dos Estados Americanos que trabalhou para desmantelar o sistema regional de proteção dos direitos humanos, incluindo a Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão. O governo também anunciou a sua retirada da Convenção Americana sobre Direitos Humanos, o primeiro passo necessário para se desvincular dos dois organismos de direitos humanos da OEA.

fevereiro 14, 2013 12:03 AM ET
Leia mais sobre Venezuela »

Mídias sociais

Ver tudo »