CPJ em português

DECLARAÇÕES, México

Polícia mexicana agride jornalistas que cobrem protestos

A polícia espanca manifestante em Monclova, no estado mexicano de Coahuila, em protesto contra o aumento dos preços de combustíveis, em 5 de janeiro de 2017. (Fidencio Alonso / Zocalo de Monclova, via Reuters)

Cidade do México, 12 de janeiro de 2017 - A polícia mexicana deve investigar de forma rápida e confiável os relatos de que a polícia ameaçou e agrediu jornalistas que cobriam protestos na semana passada, e deve rapidamente responsabilizar judicialmente os agentes que agrediram jornalistas, como se verificou.

janeiro 17, 2017 12:23 PM ET

Também disponível em
English, Español

Relatórios

Diminui o recorde de homicídio de jornalistas, enquanto diminui o número de assassinatos, e sobe o número de mortes em confrontos

A funesta violência contra os meios de comunicação abrandou em 2016 comparada aos recentes níveis recordes, uma vez que declinou o número de jornalistas escolhidos como alvo de assassinato.

Um relatório especial do CPJ, por Elana Beiser e Elisabeth Witchel

Osama Jumaa, repórter fotográfico e cinegrafista, foi morto enquanto cobria as consequências de um bombardeio na Síria. (Images Live)
dezembro 19, 2016 12:00 AM ET

Também disponível em
English, Español, العربية, Français, Русский, Türkçe

DECLARAÇÕES , México

Repórter de rádio assassinado no México

Jesús Adrián Rodríguez Samaniego (Grupo Radio Divertida)

Cidade do México, 12 de dezembro de 2016 - A polícia do estado mexicano nortista de Chihuahua deve realizar uma investigação profunda e crível sobre o assassinato de Jesús Adrián Rodríguez Samaniego, jornalista que trabalhava para as emissoras Antena 102.5 FM e Antena 760 AM, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Rodríguez foi assassinado a tiros em 10 de dezembro, disseram seus colegas ao CPJ.

dezembro 15, 2016 11:48 AM ET

Também disponível em
English, Español

Comunicados de imprensa

Há um número recorde de jornalistas presos, segundo o censo do CPJ

A Turquia mantém pelos menos 81 jornalistas na prisão, causando uma alta mundial de 259

Nova York, 13 de dezembro de 2016 - A repressão sem precedentes na Turquia elevou o número de jornalistas presos ao máximo desde que o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) começou a fazer o censo anual, em 1990.

Até 1º de dezembro de 2016, havia 259 jornalistas na prisão ao redor do mundo. A Turquia encarcerou pelos menos 81 jornalistas, de acordo com os registros do CPJ, o maior número comparado com qualquer outro país - e cada um deles é acusado de atividades contra a segurança nacional. Dezenas de outros jornalistas estão presos na Turquia, mas o CPJ não conseguiu confirmar o vínculo direto com o trabalho jornalístico deles.

A China, que foi o país que mais encarcerou jornalistas em 2014 e 2015, caiu para o segundo lugar com 38 jornalistas presos. Egito, Eritréia e Etiópia estão em terceiro, quarto e quinto lugares como piores carcereiros de jornalistas, respectivamente. Combinados, esses cinco países, no censo do CPJ, foram responsáveis pela prisão de mais de dois terços de todos os jornalistas aprisionados no mundo inteiro.

"Os jornalistas que trabalham para reunir e divulgar informações realizam um serviço público e seus direitos são protegidos pelo direito internacional. É lamentável, portanto, que tantos governos estejam violando seus compromissos internacionais, ao prender jornalistas e restringir o discurso crítico ", disse o diretor-executivo do CPJ, Joel Simon". A Turquia está na vanguarda dessa tendência autoritária. A cada dia que os jornalistas turcos definham na prisão, violando as próprias leis do país, diminui o padrão da Turquia no mundo ".

dezembro 13, 2016 12:01 AM ET

Relatórios

Repressão na Turquia eleva número de jornalistas na cadeia a um recorde mundial

Pelo menos 81 jornalistas estão presos na Turquia, todos eles acusados de atividades anti-governistas, após uma repressão sem precedentes que incluiu o fechamento de mais de 100 meios de comunicação jornalísticos. Os 259 jornalistas presos no mundo representam o mais elevado número registrado desde 1990.

Um relatório especial do CPJ escrito por Elana Beiser.

Defensores do jornal oposicionista  Cumhuriyet protestam diante da redação de Istambul, enquanto a polícia detém vários jornalistas. (AP / Emrah Gurel)
dezembro 13, 2016 12:00 AM ET

Também disponível em
English, Español, Français, Русский, Türkçe, العربية, 中文

DECLARAÇÕES , Panamá

O jornalista holandês Okke Ornstein é preso no Panamá por difamação penal

O jornalista holandés Okke Ornstein está detido no Panamá por um caso de difamação criminal. (Kimberlyn David)

Nova York, 29 de novembro de 2016 - As autoridades Panamenhas devem liberar imediatamente o jornalista holandês Okke Ornstein, que está detido desde 15 de novembro, declarou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Ornstein, jornalista que reside no Panamá e dirige o site noticioso Bananama Republic, foi preso por uma condenação de 2012 pelo delito de difamação na sua chegada ao aeroporto internacional da cidade do Panamá, de acordo com eu advogado, Manuel Succari.

novembro 30, 2016 4:08 PM ET

Também disponível em
English, Español

DECLARAÇÕES, Equador

Juiz ordena prisão de jornalista por publicar documentos confidenciais

Nova York, 15 de novembro de 2016 - Um juiz equatoriano emitiu ontem à noite uma ordem de prisão para o jornalista Fernando Villavicencio sob a acusação de publicar e-mails enviados por funcionários públicos, segundo o advogado do jornalista. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) pediu hoje às autoridades que revoguem o mandado.

novembro 18, 2016 10:50 AM ET

Também disponível em
English, Español

Brasil, DECLARAÇÕES

Jornalista brasileiro condenado por crime de difamação em virtude de denúncia ambiental

Um tribunal de Salvador condenou o jornalista brasileiro Aguirre Talento a seis meses e seis dias de prisão por crime de difamação em 31 de outubro de 2016, sentença que foi convertida em serviço comunitário e multa, segundo o jornalista e seu advogado. O caso foi o segundo de três processos separados de difamação apresentados no mesmo dia sobre uma matéria de 2010 escrita por Talento e publicada no jornal A Tarde, no estado nordestino da Bahia, segundo reportagens.

novembro 11, 2016 3:03 PM ET

Também disponível em
English

DECLARAÇÕES, México

Mudanças propostas para o direito de réplica no México prejudicariam os meios de comunicação

Cidade do México, 4 de novembro de 2016 - O Comitê para Proteção dos Jornalistas (CPJ) expressou preocupação hoje por uma proposta de mudança das regulações sobre os meios de comunicação do México, que poderia obriga-los a publicar ou transmitir mais réplicas sobre informações da imprensa. As modificações serão submetidas a votação na Corte Suprema de Justiça mexicana em 7 de novembro.

novembro 10, 2016 12:35 PM ET

Também disponível em
English, Español

DECLARAÇÕES , Estados Unidos

Jornalista Jay Torres assassinado em Garland, Texas

Nova York, 16 de junho de 2016- O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) está alarmado com o assassinato no Texas do jornalista Jacinto Hernández Torres, cujo corpo foi encontrado na segunda-feira à noite em Garland, um subúrbio a nordeste da área metropolitana de Dallas-Fort Worth. O jornalista, conhecido pelo nome de Jay Torres, foi colaborador freelancer por quase 20 anos do La Estrella, publicação em língua espanhola do Star-Telegram de Fort Worth. Ele também trabalhou no setor imobiliário.

novembro 2, 2016 5:25 PM ET

Também disponível em
English, Español

Mídias sociais

Ver tudo »